quinta-feira, 2 de julho de 2009

Paixões reveladoras

E nesta 12ª noite enclausurada num quarto de hotel de uma cidade sem atrativos, vendo a chuva cair eu lembro das paixões que já tive. Por mais que tenham sido de diferentes idades, personalidades, estilos, formas de vida, duração, estas paixões sempre tiveram um fator determinante em comum. Acho que levei um bom tempo para percebê-lo, mas desde que isto veio à tona para mim, uma gaveta da minha caixa de Pandora se abriu.

Sendo assim, nesta noite tranqüila e de sono já chegando, eu agradeço às paixões pelas noites de insônia, pelas vezes em que o coração bateu acelerado, pelas perdas (e ganhos) de peso, pela inspiração, pela criatividade, pelas loucuras, pelos dias de eloqüência e silêncio, pelo luto, pelo desespero, pela endorfina, pela urgência, pelos choros copiosos e sorriso fácil...

... e principalmente por me ajudar a reconhecer quem e o que sou.

Um comentário:

♥♫νаиεѕѕа мϋЇЇεг♫♥ disse...

Acho que o reconhecimento de quem e o que somos nada mais é a afirmação da sabedoria que temos. A racionalidade na situação permite que possamos olhar pra dentro de nós e revermos os nossos valores e aquilo que somos realmente. =D Isso é mara! Preciso agradecer por isso também. Nem todo mundo consegue "se reconhecer" e saber dos seus valores.

Adoro s2